No Fórum das Secas, Embrapa apresenta ações para convivência no Semiárido


As ações da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) para tornar o semiárido brasileiro um ambiente produtivo, diante da escassez hídrica ocasionada pela estiagem prolongada entre 2011 e 2017, serão apresentadas pelo diretor-executivo de Tecnologia e Inovação da entidade, Cleber Soares, na reunião do Fórum das Secas, que acontecerá na próxima segunda (14).

No encontro, promovido pela Federação da Agricultura do Estado de Pernambuco (Faepe), em parceria com o Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas de Pernambuco (Sebrae), representantes da classe produtora rural, governo e academia vão debater, junto à empresa de pesquisa, produtos e serviços viáveis aos sistemas de produção agrícola no Semiárido brasileiro.

O presidente da Faepe, Pio Guerra, avalia que a Embrapa terá a oportunidade de mostrar a experiência acumulada em mais de 40 anos promovendo estudos para o desenvolvimento do setor e uso racional dos recursos naturais, sobretudo nas regiões áridas.

 

Desde o início da estiagem prolongada, em 2011, até o momento, a crise hídrica afetou mais de 12 milhões de pessoas e vitimou 7 milhões de animais , gerando como consequência uma perda significativa de 30% das áreas cultivadas de Pernambuco. A estimativa da Faepe é que o produtor retome, de forma gradativa, os índices de produtividade registrados antes da seca.

 

Serviço:

Fórum Permanente de Convivência Produtiva com as Secas

Data: 14 de maio de 2018

Local: Holtel Grand Mercure – Av. Boa Viagem, nº 4070

Hora: 8h30 às 12h