BNB: agronegócio do futuro será digital


Para incentivar medidas tecnológicas para o setor rural, o Banco do Nordeste (BNB) está aplicando um programa disponível para clientes de diversos segmentos da área, como agricultura, pecuária, fruticultura e piscicultura. Com o objetivo de financiar inovações, o banco está com previsão de oferecer R$ 6,5 bilhões de financiamento para o agronegócio.

De acordo com o superintendente de Negócios de Varejo e Agronegócio do BNB, Luiz Sérgio Farias Machado, o agronegócio do futuro será digital. Por isso, o banco esta mergulhado no setor. “A área será regida por computadores, máquinas e robôs. Então, através do programa BNB agrodigital, oferecemos financiamento com taxa de juros de 5% ao ano para esses investimentos”, explicou Machado, que discutiu o tema durante o XXIV Fórum Banco do Nordeste de Desenvolvimento realizado na cidade de Fortaleza, Ceará.

Na prática, esses recursos serão aplicados na agricultura de precisão, que utiliza máquinas na produção. Além disso, haverá destino para a agricultura digital, que manuseia equipamentos, como tratores e pulverizadores, por meio de um computador. O banco também prevê investimento em drones, por exemplo, para fazer verificação do campo de forma mais ampla. “ As máquinas atuam colocando adubo só onde necessita, por exemplo. Isso diminui possíveis desperdícios”, comentou. Atualmente, o banco tem 45% do seu ativo dentro do segmento rural, o que se faz importante fortalecer o setor.